Pandemia exige novas habilidades para administrar condomínios

Administradoras de condomínios crescem na pandemia
Anh Nhi Đỗ Lê-Pixabay

A pandemia do Coronavírus provocou mudanças em todos os lugares do planeta. Seja na economia, no trabalho, no comportamento e no relacionamento das pessoas que passaram a ficar mais tempo dentro de casa para estudar, fazer consultas médicas ou receber encomendas, quase tudo foi modificado.

Quem vive em condomínios e quem faz a gestão desses locais – onde residem dezenas de famílias e circulam inúmeras pessoas – também precisou se adequar às transformações geradas pela Covid-19.

“Foram incontáveis situações nunca vivenciadas. Foi preciso manter o discernimento, ampliar a comunicação, adaptar-se rapidamente às novas exigências e propor soluções para intermediar e facilitar o diálogo entre as partes que estavam em desacordo”, explica o presidente da Associação das Administradoras de Condomínios do Estado do Paraná (AACEP), Luiz Fernando Martins Alves; entidade que representa mais de mil condomínios em todas as regiões do Estado.

Mais aprendizados, menos conflitos

Entre as grandes mudanças enfrentadas na gestão dos condomínios em 2020, destaque para as habilidades em lidar com diferentes perfis e estilos de personalidade para se comunicar adequadamente com a multidão que ainda permanece mais tempo dentro de casa, mas não estava acostumada a isso.

Um indicador do IBGE mostrou que o número de trabalhadores em home office em 2020 chegou a 8,4 milhões de pessoas, contra apenas 3,8 milhões em 2018. Não por acaso, os campeões de reclamações – segundo o presidente da AACEP – foram o barulho [ruídos de móveis, cachorros e crianças], vazamentos de águas, carros mal estacionados nas garagens e pátios, realização de obras emergenciais ou internas, consumo exagerado de água, desconhecimento das regras do condomínio e reclamações por motivos fúteis.

“Muito mais do que criar novas regras ou aplicar o Regimento Interno, o síndico e as administradoras tiveram que aprimorar seus conhecimentos na arte de mediar conflitos”, conta Débora Nunes Camaroski, advogada da CM Baiak, empresa especialista em gerir condomínios e associada à AACEP.

O bom entendimento entre o síndico e a administradora também foi decisivo para que ambos realizassem os trabalhos em sintonia e proporcionassem harmonia na gestão do local.

Sai o amadorismo, entra o profissionalismo

Outras atividades que integram o escopo do universo condominial também exigiram “jogo de cintura” para manter a boa convivência em 2020. A realização de assembleias virtuais, a interdição das áreas de lazer, o cuidado com as obras nas unidades e os intensos protocolos sanitários para evitar contaminação nas áreas comuns foram atividades frequentes ano passado.

Além disso, a gestão financeira, os aspectos jurídicos, a inadimplência, denúncias de violência doméstica, a prorrogação dos mandatos dos gestores, o uso da tecnologia para fazer assembleias e reuniões virtuais, os cuidados com festas de Natal, Ano Novo e Carnaval exigiram esforços extras.

“A situação do Coronavírus comprovou que gerir um condomínio não é coisa para amadores. A busca por administradoras experientes, que conhecem as leis, sabe quais são os direitos e deveres de todos que residem em condomínios e conseguem se comunicar com diferentes estilos e perfis de moradores cresceu em 2020”, ressalta Martins Alves.

E a tendência é que a busca por profissionais do ramo continue em alta. Em Curitiba e Região Metropolitana, de acordo com estimativas da AACEP, existem cerca de 10 mil condomínios. No Brasil, tomando como base apenas as edificações verticais destinadas ao comércio e moradia, são pelo menos 440 mil condomínios. 

Para Luiz Fernando Martins Alves, diretor da AACEP, atividade exige cada vez mais profissionalismo
José Luiz Karam Salata

Parceria de verdade

Na hora de escolher uma administradora, tanto o presidente da AACEP quanto Débora Camaroski enfatizam alguns cuidados para não comprar gato por lebre.

“Esqueça a ideia de que esses trabalhos podem ser feitos por qualquer um, na tentativa simplória de reduzir custos. Uma administradora deve ter histórico de credibilidade, transparência na gestão, equipe capacitada para responder às questões jurídicas e contábeis, dar todo suporte ao síndico para que ele tenha tranquilidade na hora de prestar contas aos moradores”, ressalta Martins Alves.

“Além disso, é preciso cumprir prazos e as regras estabelecidas em contratos. E acredite: existem moradores que nem mesmo sabem o que pode ou não ser feito no condomínio onde residem”, destaca a advogada.

Outra recomendação da Associação das Administradoras refere-se à idoneidade e solidez de quem será o ‘braço direito e esquerdo’ do síndico, principalmente em situações delicadas. “Na hora da verdade, algumas empresas que ainda fazem trabalhos amadores, sem a capacidade técnica para resolver os problemas e sem os conhecimentos para dar segurança jurídica costumam deixar o síndico e os moradores a ver navios”, observa o presidente Luiz Fernando Martins Alves.

Entrosamento

Para o segundo semestre de 2021, os desafios continuam. “Os maiores obstáculos serão encontrar soluções inteligentes para que os condôminos se tornem aliados dos administradores e que as regras do Regimento Interno estejam enraizadas no comportamento local”, explica Débora.

Se por um lado os meses de pandemia já se caracterizaram com uma verdadeira escola repleta de aprendizados, novas lições ainda devem surgir. “Agora temos que evoluir na resolução dos problemas, nas reuniões e assembleias virtuais que devem permanecer, no uso de aplicativos que vem para facilitar as ações diárias e no diálogo com os moradores para que a boa convivência seja uma regra; não exceção”, destaca o presidente da AACEP.

Relacionamento com a imprensa | AACEP |  www.aacepr.com.br  

Mem Comunicação 

João Alécio Mem – (41) 9 9124-9748 joaoalecio@memcomunicacao.com.br

Marlise Groth Mem – (41) 9 9908-0511 marlise@memcomunicacao.com.br

Jornalismo / Assessoria de Imprensa / Consultoria em Comunicação e Eventos / Produção e Revisão de Conteúdo

Veja Também

teste

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s standard dummy text ever since the 1500s, when

Só é dono quem registra

Conceito deve ser usado com regularidade para estimular a cultura do aprimoramento e o reconhecimento de boas práticas.

SB Crédito

A SB Crédito tem 22 anos de atuação em operações financeiras multissetoriais, já ajudou mais de 5 mil microempreendedores, pequenas, médias e grandes empresas de todo Brasil.

A companhia deve fechar 2021 com 500 mil títulos antecipados, movimentações de R$ 3,5 bilhões e tem Rating AA+ pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s, o que significa grau elevado de bom pagador.

Entre os serviços oferecidos pela SB Crédito estão a antecipação de recebíveis, crédito pessoal, para capital de giro, compra de matéria-prima, serviços de cobrança e venture capital.

D’Fuhrmann Chocolates

A D’Fuhrmann Chocolates atua há 18 anos, tem fábrica e duas lojas em Curitiba (Mercado Municipal e Av. Com. Franco, 5050) e um dos melhores chocolates artesanais da capital paranaense.

Com origens tradicionais alemãs, o negócio é comandado por Selma Maria Fuhrmann Dembiski e Ana Cecília Dembiski, que viajam o mundo em busca das novidades, texturas e sabores únicos. Mais do que chocolates, os clientes encontram sentimentos nos produtos.

A empresa é uma das maiores fornecedoras de linha base para confeiteiros em Curitiba.

Conselho Regional de Biomedicina do Paraná

O Conselho Regional de Biomedicina 6ª Região (CRBM6) representa cerca de 4500 profissionais em todo Paraná. A entidade registra, orienta, fiscaliza e zela pelo ofício.

Os biomédicos atuam em mais de 30 áreas da saúde incluindo acupuntura, análises clínicas, estética, imunologia, microbiologia de alimentos, saúde pública, toxicologia e virologia.

O CRBM6 tem sede em Curitiba e delegacias regionais em Araucária, Campo Mourão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Londrina, Maringá, Pato Branco, Ponta Grossa e União da Vitória.

Arno Bach

Arno Bach é especialista em Direito do Trabalho e Empresarial, professor de pós-graduação, presidente da equipe de empresários BNI Concept Curitiba e atua em ONGs de proteção.Autor de artigos que auxiliaram na mudança de recentes entendimentos jurisprudenciais, teve a experiência em ser diretor jurídico em uma empresa pública de transportes. Com o apoio de outros órgãos, fez com que os valores das passagens para os munícipes reduzissem em mais de 60%.

A Mem Comunicação utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Ao continuar navegando, você concorda com a utilização dessas tecnologias, como também, concorda com os termos da nossa Política de Privacidade.

Unicuritiba

Com mais de 70 opções de cursos de graduação e pós-graduação – incluindo mestrado e doutorado em Direito – além de dois campi à disposição dos universitários, professores e parceiros, o UniCuritiba proporciona um ensino que segue focado em entregar grandes talentos para o Brasil.

Com o propósito de ‘Transformar o Brasil pela Educação’, a Ânima Educação é a 4ª maior organização educacional privada do País em número de estudantes e a 3ª em receita líquida, com um portfólio de marcas valiosas e um dos principais players de educação continuada na área médica. A companhia é formada por uma comunidade de aprendizagem com cerca de 350 mil pessoas, composta por mais de 330 mil estudantes e 18 mil educadores, distribuídos em 16 instituições de ensino superior.

Com o propósito de ‘Transformar o Brasil pela Educação’, a Ânima Educação é o maior ecossistema de educação de qualidade do país, com um portfólio de marcas valiosas e um dos principais players de educação continuada na área médica. A companhia é formada por uma comunidade de aprendizagem com cerca de 350 mil pessoas, composta por mais de 330 mil estudantes e 18 mil educadores, distribuídos em 18 instituições de ensino superior.

Está presente em 12 estados, nas regiões Sudeste, Sul, Nordeste e Centro-Oeste, e em quase 550 polos de ensino digital por todo o Brasil. Integradas também ao Ecossistema Ânima estão oito marcas especialistas em suas áreas de atuação, como HSM, HSM University, EBRADI (Escola Brasileira de Direito), Le Cordon Bleu (SP), SingularityU Brazil, Inspirali e Learning Village, primeiro hub de inovação e educação da América Latina, além do Instituto Ânima.

Em 2021, a Ânima foi destaque no Guia ESG da revista Exame como uma das vencedoras na categoria Educação. Em 2020, foi reconhecida como uma das cinco Empresas mais Inovadoras do País, na categoria Serviço, de acordo com o Anuário de Inovação do Valor Econômico; e conquistou, em 2019, o prêmio Mulheres na Liderança, na categoria Educação, iniciativa da ONG Women in Leadership in Latin America (WILL). Desde 2013, a companhia está na Bolsa de Valores, no segmento de Novo Mercado, considerado o de mais elevado grau de governança corporativa.

BorssukeMarcos

Aqui você encontra serviços jurídicos completos e de excelência, soluções personalizadas e estudos focados para viabilizar a proteção e planejamento sucessório, patrimonial e societário.

Morgana Borssuk é advogada, administradora e pós-graduada em Direito Empresarial pelo ISAE/FGV. É especialista em direito imobiliário, gestão patrimonial imobiliária e empresarial.

Amanda Marcos é advogada, pós-graduada em Direito Empresarial pelo ISAE/FGV. É especialista em processos judiciais envolvendo matéria contratual e tributária, questões trabalhistas e contratos.

Luciane Botto

É reconhecida como a profissional que vai além da técnica, que consegue identificar variáveis nem sempre “óbvias” para os gestores, mas que interferem diretamente nos resultados de uma organização.

Ninguém fala de liderança no Brasil como ela. Para Luciane Botto, os melhores líderes são aqueles que buscam se tornar melhores seres humanos, que cuidam das pessoas à sua volta, pois o lucro nunca vem antes das pessoas.

É mestre em Organizações e Complexidade, tem formações dentro e fora do Brasil, é coautora do livro “Liderança Integral – A Evolução do Ser Humano e das Organizações” (ed. Vozes, 344 págs.).

Editora Flor de Lis

As obras vêm recheadas de ensinamentos, apresentam leitura leve e de fácil compreensão até mesmo aos leigos no assunto. Os livros são comercializados em diferentes pontos de vendas, marketplaces, nas redes Livrarias Curitiba e Disal, no site www.editoraflordelis.com.br e na Casa Espiritualista em Busca do Conhecimento

Bonblend

A marca pretende desmistificar os tipos especiais de grãos e inseri-los na cultura diária do consumidor, facilitando acesso a produtos de maior qualidade e com preço justo.

Todos os cafés Bonblend – Tradicional, Clássico, Superior, Premium – são feitos com grãos puros, selecionados, 100% Arábica e que preservam o sabor e as nuances dos locais onde foram produzidos.

Ative Soluções Empresariais

A empresa disponibiliza soluções completas em Certificado Digital padrão ICP-Brasil, que funciona como uma identidade eletrônica de pessoas ou empresas, uma carteira de identificação virtual.

O Certificado Digital é a alternativa mais sustentável, moderna e segura em relação aos documentos em papel. Ele pode ser utilizado para assinar digitalmente os mais variados tipos de contratos e ter acesso a serviços públicos por portais, como o da Receita Federal ou do INSS.

AASC

Advogado, filósofo e consultor com 20 anos de experiência; especialista em direito internacional, membro da Comissão de Relações Internacionais da OAB-SP (2008/2010), membro da Câmara Britânica de Comércio e Indústria (2008/2019).

AACEPR

A entidade surgiu para aprimorar as atividades de administração e gestão condominial, prestar serviços que desenvolvem e profissionalizam o segmento, trazendo mais segurança e tranquilidade a quem administra e a quem reside em condomínios.

Entre os assuntos que mais geram debates na AACEP, destaque para os direitos e deveres de moradores e síndicos, obrigações legais, regras de boa convivência, assuntos trabalhistas e tributários, mudanças nas leis, economia de água, uso de energias renováveis, coleta e separação do lixo, contratação de prestadores de serviços, transparência na gestão, regulamentação, tendências, negociações e busca de reduções de custos, além da profissionalização do mercado.